<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d16783907\x26blogName\x3ddizzy.reed\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://dizzyreed.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://dizzyreed.blogspot.com/\x26vt\x3d-8558388389668329510', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
dizzy.reed

aMSN Ubuntu Look

quinta-feira, março 22, 2007 by dizzy

O Alvaro's Messenger ou aMNS, é um programa de mensagens instantêneas via Internet que foi desenvolvido para ser um "clone" do MSN Messenger. Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/AMSN

Para usuários Ubuntu, que gosta de ter um sistema "esteticamente" padronizado, o tema padrão do aMSN não se encaixa muito bom com o Human (Ubuntu default theme), assim segue a dica para padronizar o aMSN com o tema Human do Ubuntu. Testei no Edgy, mas deve funcionar em outras versões também.

Instalação - Do aMSN, Quem já tem instalado pula essa etapa :)

sudo apt-get install amsn

Baixando o Tema

wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/sourceforge/amsn/Ubuntu-1.0b.tar.gz
Extraindo Para o Local Correto, e apagando o Arquivo Baixado
tar -xzvf Ubuntu-1.0b.tar.gz -C ~/.amsn/skins; rm Ubuntu-1.0b.tar.gz

obs: Não sei a opção do tar p/ remover o arquivo após a extração.

Alterando o Tema


Com o aMSN aberto, ir em:

"Ferramentas" --> "Escolha aspecto gráfico"
Selecionar:
Ubuntu-1.0b
Clicar em "Ok"

Depois de tudo isso, é possível que seu aMSN esteja padronizado com o Ubuntu.

Este post no www.Dicas-L.com.br

NetBeans 5.5 no Ubuntu Edgy

terça-feira, março 20, 2007 by dizzy

A NetBeans IDE é um ambiente de desenvolvimento - uma ferramenta pra programadores, que permite a você escrever, compilar, debugar e instalar programas. A IDE é completamente escrita em Java, mas pode suportar qualquer linguagem de programação. Existem também um grande número de módulos para extender a IDE NetBeans. A NetBeans IDE é um produto livre, sem restrições de como ele pode ser usado. Mais

O NetBeans necessita como requisito para seu funcionamento o Java instalado e configurado. Caso nao tenha, isso pode ajudar.
Para instalar o NetBeans 5.5 e habilitar seu acesso pelo menu de Aplicações.
  1. Fazer o download do NetBeans, preferencialmente salvar no Desktop:
    download
  2. Para criar o diretorio onde os arquivos do NetBeans vao ficar:
    sudo mkdir /usr/local/java/netbeans
  3. Dando permissão para o arquivo poder ser executado:
    sudo chmod +x ~/Desktop/netbeans-5_5-linux-pt_BR.bin
  4. Iniciando a Instalação:
    cd ~/Desktop
    ./netbeans-5_5-linux-pt_BR.bin
  5. Seguir o padrão "windows" de instalação ("next...next...next"), é importante escolher a JMV correta (1.6 é a ultima versão).
  6. Para pode inciar o NetBeans pelo "menu":
    1. Abrindo\Criando o arquivo de configurações:
      sudo gedit /usr/share/applications/netbeans.desktop
    2. Inserir no arquivo aberto/criado:
      [Desktop Entry]
      Version=1.0
      Encoding=UTF-8
      Name=Launches NetBeans IDE 5.5
      Comment=Launches NetBeans IDE 5.5
      Exec=/usr/local/java/netBeans/bin/netbeans
      MultipleArgs=true
      Terminal=false
      Type=Application
      Categories=Application;Development;
      Icon=/usr/local/java/netBeans/nb5.5/netbeans.png

Fatorial (Recursivo em Uma linha)

by dizzy

A título de informação o fatorial de um número natural n é o produto de todos os inteiros positivos menores ou iguais a n, e é escrito na forma n!, e é lido como "fatorial de n". E por definição 0! (fatorial de zero) é igual a 1 (Um).
Para o calculo do fatorial de um número, será utilizada uma função recursiva com instruções de seleções em forma reduzida, operador ternário.
Em C, o código que calcula o fatorial de 5 é apresentado a seguir.

Fatorial do numero 5 em C:
Devem ser declaradas as bibliotecas necessárias que seu compilador utiliza
int fatorial(int numero){
return numero ? numero * fatorial (numero - 1) : 1;
}
int main(){
printf("5! = %d\n",fatorial(5));
return 1;
}


Entendendo a função fatorial:

A função recebe por cópia o valor "5", mas pode receber qualquer outro valor inteiro, e retorna o fatorial deste número.

Entendendo a única linha da função fatorial:

Na primeira\ultima linha decódigo da função esta sendo utilizada uma forma reduzida dos comandos "if" e "else".
Sintaxe do comando:
<expressão> ? <verdadeiro> : <falso>

Exemplificadando:
Esta forma tem a mesma função do seguinte codigo:
if(<expressão>){
<verdadeiro>
}else{
<falso>
}
Tendo por base que, 0 (zero) representa falso, e qualquer outro numero positivo (todos os numeros maiores que zero) são verdadeiros.
Quando for passado para função o numero 0 (zero), ou seja, "fatorial(0)", sera retornado 1 (Um).

Eclipse SDK 3.2.2 no Ubuntu Edgy

sábado, março 17, 2007 by dizzy

O eclipse é uma IDE de programação desenvolvida em java com código aberto, baseada na utilização de plugins. Mais

O eclipse necessita como requisito para seu funcionamento o Java instalado e configurado. Caso nao tenha, isso pode ajudar.
Para instalar o eclipse 3.2.2 e habilitar seu acesso pelo menu de Aplicações.
  1. Fazer o download do eclipse, preferencialmente salvar no Desktop:
    download
  2. Para criar o diretorio onde os arquivos do eclipse vao ficar:
    sudo mkdir /usr/local/java/eclipse
  3. Extraindo os arquivos para o diretorio criado
    sudo tar xvzf ~/Desktop/eclipse-SDK-3.2.2-linux-gtk.tar.gz
  4. Para pode inciar o eclipse pelo "menu":
    1. Abrindo\Criando o arquivo de configurações:
      sudo gedit /usr/share/applications/eclipse.desktop
    2. Inserir no arquivo aberto/criado:
      [Desktop Entry]
      Comment=Eclipse SDK
      Name=Eclipse SDK
      Exec=/usr/local/java/eclipse/eclipse
      MultipleArgs=true
      Terminal=false
      Type=Application
      Categories=Application;Development;
      Icon=/usr/local/java/eclipse/icon.xpm
Fontes: Abrahamsen, Monteiro

Pobre Google!

sexta-feira, março 16, 2007 by dizzy

Não saber onde gastar o dinheio que tem é um problema? Não no meu contexto de vida, para mim o problema seria/é não ter dinheiro para gastar. Mas segundo reportagem na info, o google não sabe mais onde investir sue pequena fortuna que no ultimo ano passou de US$ 8,03 bilhões para US$ 11,2 bilhões. Mais

JDK 6 (1.6) no Ubuntu Edgy

by dizzy

O Java(TM) SE Development Kit 6 possui o Java Runtime Environment (JRE) além de ferramentas de desenvolvimento. Mais
Para instalar e configurar o java:
  1. Baixar o arquivo em www.sun.com , preferencialmente salvar no seu Desktop;
  2. Criando diretório onde os arquivos do java ficarão:
    sudo mkdir /urs/local/java

  3. Movendo o arquivo baixado para o diretório criado
    sudo mv ~/jdk-6-linux-i586.bin /usr/local/java
  4. Para instalar, primeiro vamos ao diretorio, após damos permição ao arquivo e em seguida começamos a instalação
    cd /usr/local/java
    sudo chmod +x jdk-6-linux-i586.bin
    sudo ./jdk-6-linux-i586.bin
  5. Aperte a tecla "Enter" para ir até o fianl do contrato, leia! eu nao li :) se aceitar digite "yes".
  6. Configurando as variáveis de ambiente para o "javac" funcionar:
    1. Primeiro defina qual java vc vai utilizar, escolha o 1.6, ou seja, este que acabou de ser instalado para isso:
      sudo update-alternatives --config java
    2. Adicione as variáveis de ambiente para a sessão já iniciada
      export JAVA_HOME=/usr/local/java/jdk1.6.0/
      export PATH=:/usr/local/java/jdk1.6.0/bin:$PATH
    3. Adicionar este codigo ao arquivo de inicialização, para que toda vez que uma sessão for iniciada as variáveis sejam configuradas
      sudo gedit /etc/bash.bashrc
    4. Adicionar o código do ítem "b" ao final arquivo bash.bashrc, que foi aberto no passo anterior


Fontes: Lucas,rkathey

Teclado Multimídia

domingo, março 11, 2007 by dizzy

Para quem como eu possue um teclado com teclas de atalho para funções multimídia, e ou acess rápido a programas, o Ubuntu não nos deixa na mão.

Nada de mexer em muitos arquivos de configuração. Não que desde modo não seja possível. Mas fiquei bem "feliz" quando em ->Sistema->Preferências encontrei ->Atalhos de Teclado.

Bom daí para frente as explicações concerteza são dispensáveis...

Mas o "amador" aqui nao conseguir fazer o trabalho completo... as ações, avançar, voltar, parar e atualizar paginas do browser, no meu caso Firefox não estão disponíveis... logo... as teclas não estão tendo a devida utilidade... se alguma alma já resolveu este problema e algum dia ler este post favor comentar a solução.

Guitar Pro Free

sexta-feira, março 02, 2007 by dizzy


Para quem necessita um bom editor de tablaturas o "proprietário" Guitar Pro é uma ótima solução, mas para quem que como eu não tem $59,00 e também já desistiu do "Janelas", o TuxGuitar é uma ótima solução equivalente, pelo menos nas características que observei.

O TuxGuitar necessita da JVM da Sum Microsystems, mas isto deixa de ser um problema em computadores com mais de 2GB de memória Ram. Brincadeira! Rodei o TuxGuitar em um P4 3.0GHz com 512MB de Ram, rodando Ubuntu Edgy Eft e não aconteceram complicações.

Instalação Edgy

  1. Baixando Pacote

  2. wget http://prdownloads.sourceforge.net/tuxguitar/tuxguitar-0.9.1-ubuntu-6.10-1.deb?download

  3. Instalando Pacote

  4. gdebi tuxguitar-0.9.1-ubuntu-6.10-1.deb

Caso a JVM não estiver instalada na maquina, o gdebi vai fazer isto automaticamente.
Caso o wget não encontrar o arquivo, pode ser por causa de alteração de versão, para corrigir isto basta acessar o site do TuxGuitar e fazer as alterações para a nova versão.